#1 Bembé do Mercado

clique para abrir a proposta de José Bonifácio para extinguir a escravidão no ImpérioJoão Obá sabia bem o que estava fazendo quando levou seu povo para bater candomblé no largo do Xaréu em maio de 1889. Os fazendeiros do Recôncavo açucareiro tomaram a abolição como um golpe terrível para os negócios, muito embora ela já constasse no programa desde 1823. O ano que se passou foi de tensão e conflitos entre ex-escravos e proprietários de terra, como conta o Prof. Walter Fraga Filho.

Após a abolição os latifundiários retiraram o suporte que davam ao Império, que desmoronava sob a pressão republicana. Em Sto. Amaro da Purificação, incêndios nos canaviais e roubos de gado eram creditados a ex-escravos. As negociações para o estabelecimento do trabalho livre eram difíceis, e a seca daquele ano contribuía para intensificar o clima geral de desordem. A situação era grave, e João Obá, homem de muitos conhecimentos, entendendeu que devia tomar posição: reuniu suas filhas de santo no centro da cidade, dançou e cantou por três noites inteiras para comemorar sua liberdade, sob o toque dos atabaques. Na manhã do dia 14 entregou seu presente a Yemanjá, na esperança de que ela olhasse para seu povo.

Zilda Paim, intelectual notável, lembra que no Bembé não há manifestação de orixás. Antes do Xirê João Obá procedia a uma cerimônia para amarrar o santo e impedir o transe, o que põe em relevo o caráter político do ato. Se alguns elementos do ritual religioso do Candomblé só podem acontecer em espaços sagrados (ou pelo menos não devem acontecer em espaço público), fica claro que realizar o Xirê no centro da cidade tem objetivos que não são estritamente religiosos.

Alegoria do fim da escravidão. Em primeiro plano à direita escravos ajoelham-se aos pés de Palas Atena (aqui representando a JUSTIÇA). À esquerda, um demônio ferido jaz na penumbra. A Princesa Izabel observa a cena de seu trono, fora do semi-círculo onde a ação acontece. No plano superior uma Vitória alegórica tem nas mãos um objeto que parece ser uma enorme presa de elefante, em referência à Africa. Coroas de Louros abundam por toda a cena. Do outro lado, algo como um espírito de luz cristão brilha intensamente. Estes dois grupos e mais o demônio caído foram utilizados pelo artista em um quadro posterior, "Paz e Concórdia" (1895).

Libertação dos Escravos (estudo) - 1889 - PEDRO ÁMÉRICO - Acervo do Palácio dos Bandeirantes

A escolha do espaço público é uma forma de tomar posse da cidadania prometida pela Lei Áurea. Liberdade pressupõe igualdade, porque não tem a menor graça ser livre como cidadão de segunda classe. A ocupação respeitosa do largo da ponte funcionou como um marco que tanto afastava o fantasma da escravidão, como ensinava os caminhos para que o espaço da cidade fosse compartilhado em harmonia. 

Para uma sociedade formada apartir da crença na superioridade de um grupo humano sobre os demais, aprender a viver nesse novo contexto foi um desafio que desagradou a muitos, e por muito tempo. Mas o costume foi acolhido e se tornou tradição, o que é prova de esforço pela alteridade. Quer dizer, a sociedade santamarense soube acolher a generosidade de João Obá, que compartilhou aquilo que ele podia oferecer de melhor.

Missa Campal no dia 17 de Maio de 1888 - Comemoração da Lei Áurea

Em 2009 tive oportunidade de ver a comemoração no terceiro dia, o 13 de Maio. Não tive condições de acompanhar os dias precedentes e nem a entrega do presente na praia (quem sabe em 2011?). Fiz um vídeo do tanto que consegui assistir, ele segue abaixo.

Desde que Rodrigo Velloso assumiu a Secretaria de Cultura de Santo Amaro o poder público municipal tem se esforçado para dar visibilidade ao Bembé e ampliar o debate sobre a tradição e seus significados no tempo presente. A noite que acompanhei foi de fato muito rica, e torço para que essa iniciativa fique mais forte a cada ano.

Ps. a melhor hospedagem para o vídeo está no archive.org. É a pior interface, mas é mais rápido, a definição é melhor e ainda permite que o visitante faça download dos arquivos. Infelizmente a wordpress não tem suporte para o archive… se houver alguma dificuldade com o vimeo, interesse em baixar o vídeo em melhor qualidade, ou curiosidade com o archive, por favor  clique aqui.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “#1 Bembé do Mercado

  1. Olá Hugo! Não sei se lembra de mim, mas tive contato contigo na última conferência de cultura que rolou em Cachoeira.
    Ótima ideia sua de disseminar o que o Recôncavo tem de melhor…
    Com certeza o que você adquiriu com a cultura daqui é inestimável.
    A foto de capa é linda! É sua?
    Sucesso na sua caminhada.
    Abraço.

  2. Salve Hugo!

    Estou orgulhosa em ter uma manisfestação socio-cultural e politica da minha terra inaugurando o seu blog,realmente o Bembé do mercado,é um marco de resistencia do povo negro,mostramos que mais do que religião,sabemos que é importante socializar quem somos,tarefa incompleta ainda,depois de 121 anos.Senti tua falta,mas aguardo sua visita,principalmente no presente para Iemanjá,que é um dos momentos mais lindos dessa celebração!

    Saudações de fé!

    P.S:veja meu querido blog:http://amapagupatsycazumba.blogspot.com/

  3. Que saudades Hugo.
    Vou passar teu blog para a Surya, que esta sempre ligada neste tema.Gostei muito do seu texto, muito rico, muito fluente.
    A Vaquinha esta aqui na almofada comprada especialmente para elas, dormindo.Depois das cirurgias todos acalmaram, menos o Claude Levi-Strauss, que é mais serelepe do que nunca….
    adorei sua visita no meu blog….
    bjs em Ana,,,,

  4. prefiro este blog.
    a proposito, eu estou viajando literalmente na preHistoria na Arte do paleolitico Superior…..
    Picasso tinha razão…..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s